Molecular Biology

A estabilidade e conservação das amostras coletadas no meio líquido CellPreserv®Kolplast em diversas validações realizadas em laboratórios parceiros, demostrou uma ótima performance analítica, sem ocasionar interferência e/ou inibição de seus componentes químicos conservantes nas reações de PCR tempo real

O coletor CellPreserv Kolplast permite que de uma única amostra coletada seja realizada além da análise morfológica outros exames de biologia molecular

 

O coletor do Sistema de Citologia Líquida CellPreserv Kolplast foi desenvolvido para o preparo de citologia em meio líquido e apresenta diversas vantagens analíticas em relação ao método convencional de esfregaço celular, e traz o benefício de permitir que de uma única amostra coletada seja realizada além da análise morfológica outros exames de biologia molecular, aumentando o panorama da pesquisa de saúde íntima feminina.

As metodologias mais atuais de Biologia Molecular são capazes de pesquisar os ácidos nucléicos, DNA e/ou RNA, tanto para a identificação da presença de agentes infecciosos quanto para a pesquisa de patologias ou condições genéticas de um indivíduo a partir de uma amostra de material biológico. Os ensaios moleculares permitem a pesquisa de resultados de alta sensibilidade e especificidade, e vieram de encontro com o que há de mais moderno e seguro no diagnóstico na saúde humana.

As automações existentes atualmente necessitam de uma pequena fração de volume da amostra, entre 300-1.000ul, para pesquisa simultânea dos ensaios moleculares para detecção de HPV, infecções sexualmente transmissíveis e exames genéticos, como pesquisa de trombofilias e até intolerâncias alimentares.

A implementação de testes de pesquisa do DNA do vírus do HPV aumentou a eficácia dos programas de rastreio do câncer cervical, detectando mais cedo lesões de alto risco em mulheres com 30 anos ou mais em casos de citologia negativa para lesão intraepitelial ou malignidade, além de reduzir a necessidade de colposcopias e tratamentos desnecessários em paciente com resultado de citologia com a presença de atipia de células escamosas de significado indeterminado.

 

Preservação da amostra

Uma das dúvidas mais frequentes em um laboratório clínico após a coleta de material biológico é sobre COMO CONSERVAR DE MANEIRA ADEQUADA ESSE MATERIAL QUE FOI COLETADO ATÉ SUA ANÁLISE? A definição sobre essa etapa sempre estará vinculada a validação analítica realizada, avaliando a estabilidade e conservação testada, e levando em consideração o meio conservante utilizado e seus componentes, preparos necessários prévios e acondicionamento ideal para preservação adequada do material.

A estabilidade e conservação das amostras coletadas no meio líquido CellPreserv Kolplast em diversas validações realizadas em laboratórios parceiros, demostrou uma ótima performance analítica, sem ocasionar interferência e/ou inibição de seus componentes químicos conservantes nas reações de PCR tempo real, além de permitir que a coleta e transporte do material permaneça conservado em temperatura ambiente, sem a necessidade de refrigeração prévia. Essa condição de alta estabilidade e preservação da morfologia celular e do material genético nas amostras, quando coletadas com o meio líquido CellPreserv Kolplast, permite não só o aumento da capilaridade na realização dos exames preventivos no país, facilitando toda a cadeia produtiva analítica, desde a etapa da coleta do material até o seu processamento e liberação de resultados confiáveis e seguros.