Kolplast

Notícias Kolplast

Conscientização da Endometriose

            Vamos falar sobre um importante alerta à saúde da mulher, a Endometriose é uma doença responsável por afetar a fertilidade de mais 3 milhões de brasileiras.  Precisamos levar conhecimento sobre a importância do acompanhamento médico para realização de exames periódicos que possam diagnosticar a Endometriose em estágio leve para iniciar o tratamento.

O que é a Endometriose?

            É uma doença na qual fragmentos de endométrio (o tecido que reveste internamente o útero e que é eliminado durante a menstruação) crescem fora do útero. O tecido endometrial normal muda a cada mês durante o ciclo menstrual, tornando-se mais espesso, da metade para o fim do ciclo menstrual, à medida que o suprimento de sangue aumenta em resposta aos hormônios sexuais femininos (estrógeno e progesterona). Se uma gravidez não ocorre, o revestimento endometrial é expelido do corpo sob a forma de sangramento menstrual.

            Na endometriose, o endométrio prolifera fora de sua anatomia regular. Nessa condição, o tecido é identificado como implantes ou lesões, que podem ser encontradas nos ovários, nas trompas de Falópio (que conectam os ovários e o útero), nos intestinos, na bexiga ou em outras partes do abdômen.

Em raras ocasiões, os implantes podem aparecer fora do abdômen (nos pulmões, por exemplo). Alguns implantes são tão pequenos como uma cabeça de alfinete, enquanto outros são tão grandes como uma laranja. É raro que um implante endometriótico se torne maligno ou canceroso. Como o endométrio, os implantes endometrióticos localizados fora do útero sofrem as mesmas modificações que o endométrio em virtude da ação hormonal. Estas modificações levam a sangramentos, que criam um processo inflamatório no tecido circundante originando irritação e cicatrizes. À medida que esse tecido cicatricial cresce ele pode formar aderências – assim chamadas porque o tecido pode agir como uma teia de aranha para ligar as superfícies dos órgãos internos. Os implantes e as aderências podem causar dor, menstruações anormais, relação sexual dolorosa e eventualmente infertilidade.

Quais os sintomas da Endometriose?

            Apesar de ser comum, a endometriose é uma doença ainda pouco conhecida. Por não apresentar sintomas logo no início, o diagnóstico da doença pode demorar muito tempo, contribuindo para agravar o quadro. Quando os sintomas estão presentes, a mulher pode sentir:

  • cólicas intensas;
  • dores no período menstrual;
  • desconforto durante a relação sexual;
  • dores ao urinar e evacuar;
  • dores nas coxas e lombar;
  • aumento da urgência para urinar;
  • constipação intestinal.

            Além das dores e incômodos presentes, a endometriose também possui forte relação com a infertilidade. Das mulheres afetadas pela doença, quase 50% delas sofrem com a infertilidade causada

Qual o tratamento?

            Para a endometriose, inicialmente é indicado o tratamento clínico, com o objetivo de controlar sintomas e melhorar o quadro. São opções para o médico responsável pelo acompanhamento da mulher com endometriose medicamentos como anticoncepcionais orais, injeções intramusculares, ou mesmo o DIU (Dispositivo Intrauterino) e implante hormonal.

Outros tratamentos que podem ser usados como forma de oferecer conforto e alívio dos sintomas são a fisioterapia, acupuntura e uso de analgésicos. Para casos em que o tratamento clínico não apresenta resultados, o médico poderá reavaliar a conduta, recomendando a cirurgia.

Essa intervenção é indicada para realizar a remoção completa dos focos de endometriose, restaurando a anatomia e preservando a função reprodutiva da mulher. Contudo, é importante entender que a doença não tem cura.

Por esse motivo, é fundamental que a mulher realize acompanhamento periódico, com exames de rotina. Dessa forma, é possível realizar um diagnóstico precoce, que contribua para o tratamento adequado da doença e evite consequências como a infertilidade.

Fontes: https://summitsaude.estadao.com.br/saude-humanizada/marco-amarelo-conscientizacao-sobre-a-endometriose/

           

Compartilhe!

Posts Recentes

A importância da estabilidade do meio líquido Cellpreserv para exames de Biologia Molecular

A aplicabilidade do descartável Kolplast na redução das Infecções

A importância do controle de infecções hospitalares

A importância dos descartáveis na prevenção de infecções hospitalares

Vamos falar sobre um importante alerta à saúde da mulher, a Endometriose é uma doença responsável por afetar a fertilidade de mais 3 milhões de brasileiras.